Confiança do consumidor da França tem queda recorde

A confiança do consumidor francês registrou uma baixa recorde em junho, pior do que a previsão dos economistas. O resultado oferece ao governo um sinal pouco animador das perspectivas econômicas no país este ano. A Agência Estatal de Estatísticas (Insee) anunciou nesta quinta-feira que todos os componentes de seu indicador de confiança do consumidor caíram neste mês, provocando uma queda para -46, ante a uma leve alta revisada de -42 em maio. Os números de junho são os mais baixos desde que a agência iniciou a pesquisa em 1987.Os economistas ouvidos pela Dow Jones Newswires previram que o índice de junho seria de -41.A confiança do consumidor francês foi de -13 em junho do ano passado, o mais alto nível desde 2003. A queda tem sido provocada pelas preocupações com a inflação, a desaceleração do crescimento da economia e mais recentemente pela alta dos preços do petróleo e dos gêneros alimentícios básicos."A forte degradação afeta a opinião dos consumidores sobre as expectativas para o desenvolvimento de seu padrão de vida", disse o Insee. "Eles estão também pessimistas sobre sua situação financeira pessoal."Os números são ameaçadores para o crescimento da economia francesa, que poderá cair para cerca de 1,6% em 2008, ante 2,1% no ano passado, segundo estimativa da Insee divulgada na semana passada. A economia do país é conduzida pelos consumidores, o que faz com que qualquer queda na confiança seja preocupante. As informações são da Dow Jones

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.