Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Confiança do consumidor dos EUA é a menor desde 2003

No início do dia, com este dado negativo, as bolsas operavam em baixa, mas voltaram a subir

Reuters,

26 de fevereiro de 2008 | 13h14

A confiança do consumidor dos Estados Unidos caiu para seu pior nível em cinco anos em fevereiro, com as expectativas em seus patamares mais baixos em 17 anos devido a um mercado de trabalho cada vez mais prejudicado, segundo dados divulgados nesta terça-feira que alimentaram os temores de que os EUA já estejam em recessão. O índice do Conferencie Board de confiança caiu para 75,0 em fevereiro, contra dado revisado para baixo de 87,3 em janeiro. A mediana da previsão de 67 economistas consultados pela Reuters indicava uma leitura de 82,0. No início do dia, com este dado negativo, as bolsas operavam em baixa, mas no início da tarde o movimento já era de alta. O índice Dow Jones sobe 0,50%. A Nasdaq sobe 0,31%. No Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cai 0,31%.O componente sobre situação atual caiu para 100,6 em fevereiro, ante dado de 114,3 revisado para baixo em janeiro, enquanto o índice de expectativas recuou para 57,9 - o menor em 17 anos - contra 69,3 no mês anterior. A deterioração na confiança foi expressiva. Foi a maior queda mensal nos índices de confiança e expectativas do consumidor desde setembro de 2005, após o furacão Katrina. O componente sobre a situação presente teve sua pior baixa desde outubro de 2001, quando os Estados Unidos estiveram em recessão pela última vez. A confiança foi atingida por uma pior perspectiva do mercado de trabalho. A medida dos "empregos difíceis de obter" subiu de 20,6 em janeiro para 23,8 no mês seguinte, patamar mais alto desde outubro de 2005.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.