Confiança do consumidor na zona do euro cai em setembro

A confiança do consumidor da zona do euro caiu em setembro com o sentimento dos europeus enfraquecendo como resultado de demissões do governo, cortes de orçamento, desemprego recorde e uma inflação insistentemente alta puxada por preços mundiais de petróleo.

Reuters

20 de setembro de 2012 | 11h50

A confiança do consumidor na região caiu para -25,9 ante -24,6 em agosto, disse a Comissão Europeia nesta quinta-feira. Entre os 27 membros da União Europeia, o sentimento dos consumidor caiu para -23,9 em setembro ante -22,7.

Os gastos dos consumidores representam mais de metade da produção econômica da zona do euro, mas as famílias não estão em posição de ajudar a uma recuperação, já que o impacto da crise da dívida reduz sua renda disponível.

Líderes da UE querem impulsionar o crescimento econômico e o emprego depois de quase três anos de crise e austeridade, mas o bloco tem poucos recursos imediatos para investir e enfrentar o desafio de longo prazo de uma produtividade em queda e envelhecimento da força de trabalho.

O Produto Interno Bruto (PIB) nos 17 países que usam o euro caiu 0,2 por cento no segundo trimestre deste ano ante o primeiro. Muitos economistas veem a zona do euro, que gera 16 por cento da produção econômica global, encolhendo pelo menos 0,3 por cento este ano. A recuperação pode vir somente em meados de 2013.

(Reportagem de Robin Emmott)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROZONADOEUROCONFIANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.