Confiança do consumidor nos EUA sobe a 54,1 no mês

O índice de confiança do consumidor, medido pelo Conference Board, subiu para 54,1 em agosto nos Estados Unidos, ante um resultado de 47,4 registrado em julho. O indicador superou as expectativas dos economistas, que esperavam um índice de 47.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

25 de agosto de 2009 | 11h49

Já o índice de situação presente, que representa uma avaliação dos consumidores das condições econômicas atuais, avançou para 24,9 em agosto. Em julho, ele havia sido de 23,3 (dado revisado). O índice de expectativa dos consumidores para a atividade econômica para os próximos seis meses saltou para 73,5 em agosto, ante os 63,4 de julho (dado revisado).

"Os consumidores estão mais otimistas em agosto nas avaliações de curto prazo para a economia e para o emprego, mas apenas um pouco mais otimistas quanto à expectativa para a renda. E enquanto a renda tiver forte peso na mente dos consumidores, os gastos devem permanecer contidos", disse a diretora do Centro de Pesquisa do Consumidor do Conference Board, Lynn Franco.

Na pesquisa sobre a expectativa dos consumidores em relação ao emprego, o Conference Board verificou que o porcentual de entrevistados que acreditam que ele é pleno subiu para 4,2% em agosto, ante 3,7% em julho. O porcentual daqueles que acreditam ser difícil encontrar um emprego caiu para 45,1% em agosto, ante 48,5% em julho.

O porcentual dos consumidores que esperam aumento na oferta de emprego nos próximos meses subiu para 18,4% em agosto, de 15,5% em julho. Já o índice dos que esperam queda na oferta de emprego recuou para 23,3% em agosto, ante 26,1% em julho. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
confiançaconsumidorEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.