Confiança do consumidor recua 1,08% em dezembro--FGV

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas recuou 1,08 por cento em dezembro na comparação com novembro, ao passar de 120,0 pontos para 118,7 pontos, informou a FGV nesta sexta-feira. Foi o terceiro mês seguido de queda.

Reuters

21 de dezembro de 2012 | 08h18

Em novembro, o índice havia recuado 1,4 por cento na comparação com outubro.

De acordo com a FGV, o Índice da Situação Atual (ISA) caiu 2,3 por cento, passando de 136,7 pontos em novembro para 133,5 pontos em dezembro. Já o Índice de Expectativas recuou 0,3 por cento, de 111,6 para 111,3 pontos, o menor nível desde fevereiro deste ano.

A proporção de consumidores avaliando a situação financeira atual como boa diminuiu de 26,4 para 23,4 por cento. No mesmo período, a dos que a julgam ruim aumentou de 9,7 para 11,0 por cento. ? Em relação aos próximos meses, a FGV informou que o indicador que mede o grau de otimismo sobre situação econômica futura caiu 3,1 por cento em dezembro. A parcela de consumidores que projetam melhora da situação econômica geral diminuiu de 32,6 a 29,6 por cento, enquanto a fatia dos que preveem piora aumentou de 14,1 para 14,8 por cento.

Em outubro, as vendas no varejo brasileiro subiram 0,8 por cento sobre setembro, no maior ritmo desde julho, indicando que a recuperação da atividade poderia estar acontecendo em meio às medidas do governo para dar suporte à demanda.

(Por Patrícia Duarte)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROCONFIANCACONSUMIDOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.