finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Confiança do consumidor sobe 3,0% em julho, segundo FGV

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) avançou 3,0 por cento em julho, segundo mês seguido de alta, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

REUTERS

25 de julho de 2014 | 09h48

O ICC atingiu 106,9 pontos, após 103,8 pontos em junho, quando havia subido 1,0 por cento para interromper dois meses de queda.

Entretanto, a a coordenadora da pesquisa, Viviane Seda, destacou que ainda será preciso esperar os próximos resultados para confirmar se essa tendência de alta vai permanecer.

"A alta da confiança do consumidor é uma boa notícia, mas parte do resultado parece ter sido influenciado pela movimentação em torno da Copa do Mundo nas cidades pesquisadas", disse ela.

O Índice da Situação Atual (ISA) avançou 3,1 por cento, passando para 113,0 pontos em julho. Já o Índice de Expectativas ganhou 0,5 por cento, a 101,2 pontos.

De acordo com a FGV, o indicador que mede o grau de satisfação dos consumidores com a economia no momento avançou 8,8 por cento em julho, para 75,7 pontos, melhor resultado desde março (76,1).

Apesar da melhora na confiança, o consumidor brasileiro tem sido pressionado pela inflação, com o IPCA em 12 meses tendo superado o teto da meta do governo em junho, e pelos juros altos, com a Selic a 11 por cento.

(Por Camila Moreira; Edição de Marcela Ayres)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROCONFIANCACONSUMIDOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.