finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Confiança do consumidor sobe em fevereiro nos EUA

O indicador, medido pela empresa de pesquisas Conference Board, saltou para 70,4 em fevereiro, ante o dado revisado de janeiro de 64,8

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

22 de fevereiro de 2011 | 12h22

O índice de confiança do consumidor dos Estados Unidos, medido pela empresa de pesquisas Conference Board e divulgado nesta terça-feira, saltou para 70,4 em fevereiro, ante o dado revisado de janeiro de 64,8. O resultado superou as estimativas dos economistas, que previam 66.

O índice de situação presente, uma medida da avaliação dos consumidores sobre as condições econômicas, avançou de 31,1 para 33,4 no período. As expectativas dos consumidores para a atividade econômica durante os próximos seis meses avançaram de 87,3 para 95,1.

Os consumidores norte-americanos estão levemente menos preocupados com o mercado de trabalho. O relatório mostrou que 45,7% dos pesquisados acreditam que está difícil encontrar emprego neste mês, menos que os 47% de janeiro, enquanto 4,9% deles acham que os empregos são abundantes, em comparação com 4,6% no mês passado.

A maioria dos pesquisados (64,8%) espera que não haja mudança no mercado de trabalho nos próximos seis meses. A porcentagem de consumidores que espera mais empregos nos próximos meses diminuiu de 20,8% para 19,8%, enquanto a proporção dos que preveem menos empregos caiu de 21,2% para 15,4%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAconsumidorconfiançafevereiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.