Confiança do consumidor tem queda recorde no Japão

A confiança do consumidor no Japão despencou em março, refletindo dúvidas quanto à perspectiva econômica do país atingido, em 11 de março, pelo mais grave terremoto de sua história. O índice de sentimento do consumidor caiu de 41,2 em fevereiro para 38,6 em março, em bases sazonalmente ajustadas, informou hoje o gabinete do governo.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

20 de abril de 2011 | 14h45

A queda de 2,6 pontos é a maior já registrada desde que o governo deu início à pesquisa, em abril de 2004. Ao mesmo tempo, a leitura de março é a menor desde junho de 2009, na esteira da crise econômica global. Todas as quatro categorias da pesquisa registraram deterioração: meio de vida, crescimento da renda, emprego e desejo de compra de bens duráveis.

O índice ainda não embute o impacto total do desastre de 11 de março. O governo recebeu cerca de um terço das respostas durante ou antes de 11 de março e os dois terços restantes após essa data. Economistas acrescentaram que os entrevistados não tiveram tempo suficiente para avaliar o impacto de longo prazo do desastre no emprego e salários. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãoterremotoconfiançaconsumidor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.