Fotos públicas
Fotos públicas

Confiança do empresário na indústria cresce 3,2 pontos em novembro ante outubro

O indicador atingiu em novembro 62,5 pontos, numa escala que vai de zero a 100. Valores acima de 50 indicam situação melhor ou expectativa otimista entre os empresários

Fabrício de Castro, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2019 | 11h54

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) cresceu 3,2 pontos em novembro ante outubro, informou hoje a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador atingiu em novembro 62,5 pontos, numa escala que vai de zero a 100. Valores acima de 50 indicam situação melhor ou expectativa otimista entre os empresários.

“O aumento de 3,2 pontos na comparação com outubro confirma a tendência de crescimento da confiança, iniciada em junho”, pontuou a CNI. “Cabe destacar, neste mês, a percepção de que a situação da economia está significativamente melhor do que nos últimos seis meses.”

Entre os componentes do Icei, o Índice de Condições Atuais subiu 4,2 pontos em novembro, para 56,3. Conforme a CNI, este valor é o mais alto desde 2010. Já o Índice de Expectativas teve alta de 2,8 pontos no período, para 65,6 pontos.

“A confiança, que já era elevada, volta a figurar entre os maiores valores da série. Excluindo-se o recente período pós-eleitoral, entre novembro de 2018 e março de 2019, a última vez que o Icei havia superado 60 pontos tinha sido em março de 2011”, registrou a CNI. “O Icei encontra-se 7,9 pontos acima de sua média histórica.”

Comparação interanual

Em relação a novembro de 2018, no entanto, o Icei registrou queda de 0,7 ponto em novembro deste ano, para 62,5 pontos. “Ressalte-se, contudo, que no momento atual a elevada confiança está baseada tanto no sentimento de melhora da situação corrente como nas expectativas para os próximos seis meses”, ponderou a CNI. “Em 2018, a percepção de melhora das condições correntes ainda era incipiente, e a confiança se baseava nas expectativas positivas, impulsionadas pela eleição de um novo governo.”

 

Tudo o que sabemos sobre:
indústria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.