Confiança do setor de Serviços cai 5,7% em maio, diz FGV

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 5,7% na passagem de abril para maio, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Foi o recuo mais intenso desde dezembro de 2008, quando o ICS diminuiu 13,8%. No mês passado, o indicador já havia caído 3,1%. Com o resultado anunciado nesta quarta-feira, 28, o indicador saiu de 113,3 para 106,8 pontos no período. É o menor nível desde abril de 2009, quando estava em 103,5 pontos. O ICS se mantém abaixo de sua média histórica, que é de 123,5 pontos. "Das doze atividades pesquisadas, dez apresentaram redução da confiança entre abril e maio", informou a FGV, em nota.

IDIANA TOMAZELLI, Agencia Estado

28 de maio de 2014 | 08h29

O ICS é dividido em dois indicadores, o Índice de Situação Atual (ISA-S) e o Índice de Expectativas (IE-S). O ISA-S teve queda de 4,6% em maio, alcançando 93,1 pontos, depois de recuo de 3,8% registrado em abril. Já o IE-S caiu 6,6%, para 120,5 pontos (o menor nível desde março de 2009), após queda de 2,5%, na mesma base. A coleta de dados para a edição de maio da sondagem foi realizada entre os dias 05 e 26 deste mês e obteve informações de 2.422 empresas.

Tudo o que sabemos sobre:
confiançaserviçosFGVmaio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.