Confiança dos consumidores tem forte queda após Katrina

A confiança dos consumidores nos EUA caiu no início deste mês a níveis que não eram registrados em mais de uma década devido à devastação do furacão Katrina e à alta de energia, segundo a Universidade de Michigan. O índice que mede essa variável ficou, no início deste mês, em 76,9 pontos, frente aos 89,1 pontos de agosto, segundo cálculos preliminares do índice que a Universidade de Michigan, difundidos hoje por meios financeiros, elabora. Os economistas esperavam que a cifra ficasse em torno de 85 pontos percentuais. Este índice, que é seguido com grande atenção pelos mercados financeiros, já tinha caído no mês passado frente a julho, quando se situou em 96,5 pontos. Prevê-se que os danos do furacão superem US$ 100 bilhões, que se reduza o emprego em até 400.000 postos de trabalho e que diminua também o crescimento da economia em cerca de um ponto percentual, segundo estimativas oficiais e dos especialistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.