Confiança dos empresários aumentou 7,6% em agosto, diz Fecomércio

Índice é medido em uma escala que varia de 0 a 200 pontos e expressa otimismo quando acima dos 100; Pontuação passou de 105,4 em julho para 113,4 em agosto

Agência Estado,

27 de setembro de 2012 | 14h39

SÃO PAULO - O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), medido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), aumentou 7,6% em agosto com relação a julho, passando de 105,4 para 113,4 pontos. O índice é medido em uma escala que varia de 0 a 200 pontos e expressa otimismo quando acima dos 100.

De acordo com nota emitida pela assessoria de imprensa da FecomercioSP, todos os itens que compõem o índice aumentaram. Com relação ao mesmo período do ano passado, houve queda de 8,88%. Em agosto de 2011, o índice registrava 124,4 pontos.

Já o Índice das Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) apresentou alta de 16,2% frente a julho, mas continua na área de pessimismo, com 82,3 pontos. Em agosto do ano passado, o índice registrava otimismo, com 107,4 pontos.

O Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC) apontou alta de 8,2%, ao atingir 151 pontos frente a 139,5 de julho. Em agosto do ano passado, estava em 156.

O Índice de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC) registrou leve avanço de 1%, passando de 106 em julho para 107 pontos em agosto. Houve leve queda com relação a agosto de 2011, quando o índice era de 109,5 pontos.

Com relação ao futuro, 85,29% dos empresários afirmam ter expectativa de crescimento. Eles também estão otimistas com relação à economia brasileira: 82,03% acreditam em melhora. Além disso, 91,5% afirmam que a própria empresa também deve crescer, 73,11% pretendem aumentar o quadro de funcionários e 55,39% pretendem ampliar o nível de investimentos da empresa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.