finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Confiança na indústria diminui mas não assusta, mostra FGV

O índice de confiança da indústriabrasileira caiu de outubro para novembro, mas o movimentoreflete mais fatores típicos desta época do ano do que umapiora no humor do segmento, mostrou pesquisa divulgada nestasexta-feira. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o índice deconfiança caiu 1,7 por cento de outubro para novembro, para121,3 pontos. "A evolução foi determinada, em grande medida, por fatoresde natureza sazonal. Nesta época do ano, o horizonte de tempode todas as perguntas integrantes do índice de Expectativaspassa a incluir janeiro, mês em que a indústriatradicionalmente diminui o ritmo de atividade", afirmou a FGVem comunicado. Nos últimos dois anos, a redução média do índice deconfiança em novembro foi de 3,2 por cento, acrescentou aFundação. A avaliação dos industriais sobre a atual situaçãoeconômica continua positiva. Entre novembro do ano passado eagora, a parcela de empresas que avaliam a situação atual dosnegócios como boa aumento de 26 por cento para 41 por cento. A sondagem industrial foi feita entre os dias 1o e 26 denovembro, quando foram consultadas 1.068 empresas. (Por Renato Andrade)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.