finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Confins deve ficar pronto em abril de 2014

BELO HORIZONTE - As obras que estão sendo realizadas pela Infraero no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, conhecido como Confins, têm previsão de término em abril de 2014.

Florence Couto dos Santos, especial para O Estado de S. Paulo,

22 de novembro de 2013 | 02h03

Atualmente, passam 10,2 milhões de passageiros por ano pelo aeroporto e após a obra, a expectativa é que o número aumente para 17,1 milhões. A mudança faz parte do PAC Copa e até o evento serão investidos em Confins R$ 430 milhões.

Entre as melhorias estão a reforma e ampliação do terminal de passageiros 1 e a construção do terminal remoto. Em andamento também estão as obras de ampliação do pátio de estacionamento de aeronaves, que passará de 113 mil m² para 370 mil m².

A pista de pouso e decolagem também será modificada. Na primeira fase, ela será ampliada, passando a ter 3.600 metros de comprimento, ou seja, 600 metros mais. O alargamento deve durar 75 dias, mas sem interrupção das operações.

Depois, haverá obras de junção da pista atual com a ampliação. Esse processo deve durar 60 dias. A pista será reduzida em 350 metros, sendo operada com 2.650 metros das 7 horas às 20 horas. Segundo a Infraero, nenhum voo será afetado. No intervalo de 20 horas às 7 horas, as intervenções serão interrompidas, voltando a pista a operar com 3.000 metros. Com isso, os voos internacionais poderão operar sem interferências.

No início de outubro, quatro novas pontes de embarque voltaram a funcionar. A previsão da Infraero é que, no primeiro trimestre de 2014, a substituição das nove pontes de embarque esteja concluída.

Atualmente, a receita média por passageiro no aeroporto mineiro é de US$ 3,40. A média internacional é de US$ 8,17, de acordo com estudo feito como base para o leilão.

No aeroporto, somente voos para Miami, Buenos Aires, Lisboa e Cidade do Panamá são feitos sem escala. A expectativa é que, com as reformas e melhorias, esse número aumente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.