Confira as taxas para a semana e outubro

Veja abaixo os reajustes para plano ou seguro-saúde, licenciamento de carros, prazo para recolhimento do FGTS de setembro e prestações do Sistema Financeiro de Habitação.SaúdeO usuário de plano ou seguro-saúde cujo aniversário é este mês vai arcar com um reajuste médio de 5,42%. Esse aumento deve estar previsto em contrato. Para repassar a alta ao consumidor, as empresas devem ter autorização prévia da Agência Nacional de Sáude (ANS). Para conferir quanto será o reajuste do seu convênio, consulte o site da agência (veja link abaixo).CarroNo Estado de São Paulo, outubro é o mês de licenciamento de carros com placas de final 8. O serviço eletrônico é prestado pelo Bradesco, BCN, Itaú, Nossa Caixa, Banespa, BancoCidade e Unibanco. Será preciso fornecer o número do Renavam ao caixa do banco e pagar os valores devidos. A taxa de licenciamento é de R$ 10,20, e o seguro obrigatório custa R$ 51,62.FGTSO prazo para o patrão recolher o FGTS de setembro da empregada doméstica vence sexta-feira. O depósito corresponde a 8% da remuneração da empregada e não pode ser descontado do salário. A decisão de recolher o FGTS da empregada é opcional, mas o depósito torna-se obrigatório para quem fizer o primeiro recolhimento.SFHOs mutuários do SFH que têm contrato vinculado ao Plano de Equivalência Salarial por Categoria Profissional (PES-CP) pagarão, em outubro, prestações corrigidas pelos seguintes percentuais: 5,83%, para quem tem data-base salarial em agosto e carência de 60 dias para o repasse do aumento; e 5,73%, para quem tem data-base em setembro e 30 dias para o repasse. Quem não obteve correção equivalente no salário no mês da data-base pode pedir ao banco a revisão do cálculo da prestação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.