Confus?o e filas marcam 1? dia de liquida??o do Magazine Luiza

Situa??o na loja de Pinheiros s? foi controlada quando a Pol?cia Militar chegou; duas pessoas ficaram feridas

Paulo Justus, de O Estado de S.Paulo

09 de janeiro de 2009 | 10h01

O empurra-empurra marcou a primeira liquida??o do Magazine Luiza na unidade de Pinheiros, em S?o Paulo. Na loja da Teodoro Sampaio a fila dava a volta no quarteir?o pouco antes da abertura das portas, ?s 6 horas. V?rias pessoas tentaram furar a fila. Algumas for?aram a porta e conseguiram entrar, mesmo sem estar com a senha que foi distribu?da aos cem primeiros a partir das 5h30. Houve protestos de quem esperou a noite toda pela chance de conseguir as melhores ofertas. Pelo menos duas pessoas que estavam na fila se feriram devido ao empurra-empurra. Uma mulher caiu da escada, logo na entrada da loja, e o estudante Daniel Vasconcelos, de 19 anos, machucou o dedo. A situa??o s? foi controlada quando a Pol?cia Militar chegou, uma hora depois. A esta altura, os itens mais baratos, como os ferros de passar e as panelas de press?o de R$ 9 j? estavam esgotados. Quem passou a noite esperando em frente ? loja ficou frustrado. "Eu nunca mais volto aqui", disse o trabalhador aut?nomo M?rcio Vilela, de 38 anos. Ele estava desde as 15 horas de ontem e era o primeiro da fila. Comprou uma TV de LCD de 42 polegadas e um notebook. Gastou R$ 2.400, cerca de R$ 400 a mais do que esperava. "Pelo que anunciavam eu pensava em gastar R$ 2.000, mas teve gente que furou a fila, entrou antes, e pegou as melhores ofertas", protestou. Vilela disse que a compra deveria sair ainda mais cara, mas que conseguiu um desconto de R$ 400 porque foi o primeiro da fila. "Eles ainda me prometeram um DVD, por causa da falta de respeito", disse. Apesar da reclama??o, Vilela sabe que fez um bom neg?cio porque conferiu os pre?os antes da liquida??o. "Na quarta-feira esses mesmos produtos sairiam por R$ 4.000." Vasconcelos, o estudante que se machucou, saiu revoltado e sem comprar o notebook que queria. O gerente comercial Wagner Motta, de 52 anos, estava na fila desde ontem e tamb?m n?o comprou. "Foi engana??o pura, os pre?os n?o estavam t?o baratos e havia muita desorganiza??o", disse. Dentro da loja havia mais fila para pagamentos e para a sa?da. Os produtos de mostru?rio, que tinham as melhores ofertas, e aqueles de menor valor foram os primeiros a se esgotar. Depois de duas horas de liquida??o permaneciam os produtos mais caros, como as TVs de LCD, geladeiras e fog?es. De acordo com o Magazine Luiza, a loja de Pinheiros foi a ?nica que teve confus?o na capital paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
Magazine Luizaliquida??o

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.