Congresso americano fecha acordo e "fast track" deve ser aprovado

Negociadores do Senado e da Câmara de Representantes norte-americano fecharam um acordo no fim da noite desta quinta-feira para a aprovação do ?fast track?, que dará ao presidente George W. Bush amplos poderes para negociar novos acordos comerciais internacionais. A Casa Branca não tinha este poder nas mãos desde 1994, já que os democratas temiam um impacto negativo na estabilidade dos empregados americanos.O presidente da comissão de Finanças do senado, Max Baucus, disse que o projeto será a ?legislação de comércio de maior importância histórica? já aprovada pelo Congresso. Agora, espera-se que o Congresso aprove o projeto nesta sexta-feira, último dis de sessões antes do recesso de agosto. O Senado deverá discutir o proposta na próxima.O projeto permitirá ao presidente Bush negociar com mais rapidez acordos comerciais, os quais o Congresso poderá aprovar ou recusar, mas não modificar. Baucus comentou que a lei também vai oferecer aproximadamente US$ 12 bilhões em compensações durante a próxima década aos trabalhadores que forem afetados pela concorrência estrangeira.

Agencia Estado,

26 de julho de 2002 | 03h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.