Congresso debaterá proposta da Bovespa para FGTS na 4ªf.

O senador Antonio Carlos Magalhães Junior (PFL-BA) e o deputado federal Emerson Kapaz (PPS-SP) deverão apresentar no Congresso Nacional na próxima quarta-feira projeto de lei que permite ao trabalhador utilizar 1% dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) na compra de ações. A informação é do presidente da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), Raymundo Magliano Filho. O presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Luiz Leonardo Cantidiano, estará presente também para apoiar a iniciativa. Magliano entende que deverá desenvolver o mercado de capitais no Brasil a possibilidade das empresas lançarem ações resgatáveis - que garantam ao trabalhador no mínimo a rentabilidade do FGTS (3% ao ano mais Taxa Referencial). A utilização do FGTS somente ocorrerá para abertura e aumento de capital (mercado primário), ou seja, não poderá haver compra diretamente no pregão da Bolsa de Valores. O presidente da Bovespa esclarece também que serão utilizados somente os recursos novos do FGTS. Para Magliano, se todos os trabalhadores utilizarem a opção de transformar os recursos (no limite de 1% do total) na compra de ações haverá uma injeção de recursos para o mercado acionário de R$ 2,6 bilhões por ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.