finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Congresso dos EUA deu um passo necessário, diz FMI

Após a aprovação do acordo bipartidário para manter o funcionamento do governo norte-americano e elevar o teto da dívida na Câmara e no Senado, a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, afirmou em comunicado, que o Congresso deu um passo importante e necessário.

AE, Agencia Estado

17 de outubro de 2013 | 01h30

Segundo Lagarde, o fim da paralisação parcial do governo federal e a elevação do teto da dívida permitem que o governo continue as suas operações sem interrupção nos próximos meses, enquanto as negociações do orçamento continuam a se desdobrar.

"Olhando para a frente, será essencial reduzir a incerteza em torno da condução da política fiscal, aumentando o limite de endividamento de uma forma mais duradoura" afirmou Lagarde, em comunicado.

"Também continuamos a incentivar os EUA a aprovar um orçamento para 2014, com medidas que não prejudiquem o recuperação. Além disso, é preciso adotar um plano fiscal equilibrado no médio prazo", completou a diretora-gerente do FMI. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
euafmilagarde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.