DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Congresso não tem culpa por País ter perdido grau de investimento, diz Renan

Standard & Poor's rebaixou o rating do Brasil para grau especulativo e citou que os desafios políticos no País continuam aumentando

Ricardo Brito, O Estado de S. Paulo

10 Setembro 2015 | 12h47

BRASÍLIA - O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), eximiu o Poder Legislativo de responsabilidade pelo fato de o País ter perdido o grau de investimento ontem à noite pela agência de Standard & Poor's. A agência de classificação de risco colocou o Brasil como grau especulativo e, em nota, dizia que "os desafios políticos do País continuam aumentando e pesam, cada vez mais, sobre a capacidade e a vontade do governo de submeter ao Congresso um orçamento consistente com uma correção de política significativa sinalizada".

"Não tem (culpa o Congresso). O Congresso alertou, chamou a atenção, se colocou à disposição, apoiou, fez o ajuste, qualificou o ajuste em algumas oportunidades, apresentou uma agenda e está disposto a continuar colaborando para reverter as expectativas. Acho que é o nosso dever", afirmou ele, na chegada a seu gabinete na Presidência do Senado.

Para Renan, o Congresso tem colocado o desafio de sugerir caminhos para reverter a expectativa de rebaixamento do grau de investimento e que o Poder tem colaborado para impedir essa redução. "Temos que fazer o dever de casa, fazer as mudanças estruturais, dar consistência ao gasto público. O Congresso tem colaborado e vai continuar colaborando, vai fazer sua parte", afirmou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.