finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Conselheiro de Obama faz alerta para montadoras

Sem um plano para reestruturar, constribuintes têm poucas opções para ajudar indústria

AE-AP, Agencia Estado

23 de novembro de 2008 | 13h22

O conselheiro sênior da Casa Branca de Barack Obama, David Axelrod, fez um alerta para as montadoras norte-americanas: sem um plano para equipar e reestruturar, há pouco que os contribuintes norte-americanos podem fazer para ajudar a indústria.O Congresso norte-americano se recusou na semana passada a elaborar um plano de resgate para as "Três Grandes" de Detroit, a General Motors, a Ford e a Chrysler. Congressistas estão pedindo que os executivos das companhias primeiro expliquem como pretendem se reorganizar e tornar a indústria viável.Para Axelrod, o Congresso está mandando o sinal correto para a indústria. As montadoras pediram por pelo menos US$ 25 bilhões de resgate. Obama demonstrou seu apoio a ajudar as montadoras, mas ressaltou que não apoiaria um "cheque em branco".

Tudo o que sabemos sobre:
crisemontadoraObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.