Clayton Souza/Estadão
Clayton Souza/Estadão

Conselho da Eletropaulo recomenda venda para Enel

Apesar da recomendação, empresa reiterou que o prazo para divulgação de aumento de preço pelos ofertantes termina nesta quarta-feira, 30

Cristian Favaro, O Estado de S.Paulo

30 Maio 2018 | 05h09

SÃO PAULO - O Conselho de Administração da Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo S.A. (Eletropaulo) recomendou que os acionistas da empresa aceitem a oferta de aquisição feita pela italiana Enel em detrimento da oferta da Neoenergia (controlada pela espanhola Iberdrola). A recomendação foi divulgada na noite desta terça-feira, 29, na ata da reunião do conselho.

Segundo o documento, o colegiado entende que, na perspectiva da decisão de desinvestimento de curto prazo, "o preço da oferta de maior valor disponível nesta data, ou seja, a proposta de aquisição de R$ 32,20 por ação apresentada pela Enel, justifica uma recomendação favorável à sua aceitação (e, consequentemente, contrária à aceitação da proposta de aquisição de valor inferior, ou seja, no momento, a proposta de R$32,10 por ação formulada pela Neoenergia)".

+ Neoenergia segue na briga por Eletropaulo, diz presidente

+ Energisa desiste de comprar Eletropaulo

Em fato relevante divulgado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) também na noite da terça a empresa reiterou que o prazo para divulgação de aumento de preço pelos ofertantes termina nesta quarta-feira, 30. A companhia também manteve a data do leilão para o dia 4. 

+ Disputa pelo controle da Eletropaulo faz ação da companhia ter alta de 25%​

+ Cade aprova sem restrições oferta da Neoenergia pela Eletropaulo

Mais conteúdo sobre:
Eletropaulo Enel

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.