Conselho da Renault estudará proposta de aliança da GM

O Conselho de Administração da Renault se reunirá na segunda-feira para estudar a proposta da americana General Motors (GM) de uma aliança, informou neste domingo o grupo automobilístico francês. Nos últimos dias, o milionário americano Kirk Derkorian, acionistas da GM e representantes do fundo de investimento Tracinda entraram em contato com o presidente da Renault, Carlos Ghosn, para propor a entrada da companhia americana na atual aliança Renault-Nissan.Na sexta-feira, o grupo francês se comprometeu a estudar a oferta e lembrou que sua aliança com a Nissan está "aberta" e "nunca esteve limitada a dois sócios". Os administradores da Renault começarão amanhã a analisar a proposta.Sobre o caso, o ministro francês da Economia, Thierry Breton, disse neste domingo a uma emissora que ficará "muito atento" à oferta da GM feita à Renault.O Estado francês tem cerca de 10% de participação no grupo automobilístico, lembrou o ministro, que ressaltou que cabe ao conselho avaliar a eventual aliança, classificada por ele como "inédita".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.