Conselho da Varig inicia operação de renovação de créditos

O novo Conselho de Administração da Varig está iniciando uma operação para renovação de crédito junto a seus fornecedores para, com isso, evitar o aumento do endividamento da empresa e viabilizar a reestruturação de seus negócios. Este passo faz parte de uma estratégia que inclui a manutenção das operações da empresa e o ganho decredibilidade para atração de novos investidores.Essa informação foi dada pela deputada Yeda Crusius (PSDB-RS), em conversa com jornalistas logo depois de se encontrar com o presidente da companhia, Henrique Neves, e o presidente do conselho, David Zylbersztajn. Segundo ela, com a sinalização dada pela TAP de associar-se à Varig, o conselho tem condições de pedir a flexibilização de prazos dos fornecedores como a Infraero e a Petrobrás e, com isso, assegurar a continuidade das operações.Hoje cedo, no entanto, segundo informações do setor, o conselho não conseguiu o apoio do Banco do Brasil (BB), que tem em mãos parcela de recebíveis da Varig, compostos por dívidas vencidas. Uma flexibilização do BB poderia dar maior fôlego à administração da empresa, já que 85% da receita diária da empresa é consumida com esses recebíveis e apenas 15% vão para o seu caixa. Com esta pequena parcela, a Varig ainda tem que pagar diariamente a Petrobrás, Infraero e os salários, além do leasing das aeronaves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.