Conselho do Codefat libera R$ 1,250 bilhão para investimentos

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat)aprovou nesta quarta-feira a liberação de R$ 1,250 bilhão para três linhas de crédito voltadas para capital de giro e investimentos de empresa. A linha conhecida como FAT Giro Setorial vai receber R$ 550 milhões e atende preferencialmente empresas do setor couro-calçadista, máquinas e equipamentos agrícolas, moveleiro, têxtil e confecções. A segunda linha de empréstimo, conhecida como FAT Infra-estrutura, vai receber R$ 350 milhões para os setores como energia, portos, estradas. E a terceira e última linha é o Proger Urbano, que vai receber R$ 350 milhões, e é voltado para micro e pequenas empresas.As três linhas de financiamento são operadas pelos cinco bancos oficial (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste, Banco da Amazônia e BNDES). Segundo o secretário de Políticas Públicas de Emprego, Remígio Todeschini, essa liberação de novos recursos atende a demanda que os bancos estão identificando dos setores produtivos, neste final de ano.Todeschini ressaltou que não há nada de "eleitoral" nessa liberação, já que o Codefat se reúne a casa três meses e sazonalmente no último trimestre de cada ano aumenta a procura por esse tipo de empréstimo. Segundo ele o dinheiro deverá estar disponível nas instituições bancárias em até 60 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.