Conselho do FAT discute medidas para criar empregos

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) deve discutir hoje medidas para estimular a geração de empregos e renda. Remígio Todeschini, secretário de Políticas Públicas do Ministério do Trabalho, afirma que deverão ser criadas ainda novas linhas financiamento para micro, pequenas e médias empresas, micro e pequenos empreendedores, profissionais liberais, cooperativas e microempreendedores populares ou de baixa renda. Entre as medidas em análise está o lançamento de linha de financiamento para compra de material de construção para pessoas físicas de baixa renda; a abertura de linha de crédito para exportação para micros e pequenas empresas e a recomendação de que nos financiamentos a máquinas e equipamentos por parte do Banco do Brasil, Caixa e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) seja indicado que 10% dos novos contratados nos projetos de investimento sejam jovens entre 16 e 24 anos de baixa renda e escolaridade e profissionais com mais de 40 anos.

Agencia Estado,

10 Julho 2003 | 07h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.