Consórcio de bancos faz oferta formal de US$98,2 bi pelo ABN

O consórcio de bancos liderado peloRoyal Bank of Scotland anunciou nesta sexta-feira ter lançadoformalmente sua oferta de 71,1 bilhões de euros (98,2 bilhõesde dólares) pelo holandês ABN Amro. O grupo tenta superar proposta feita pelo rival britânicoBarclays, na maior aquisição da história do setor bancário.O consórcio, que inclui o espanhol Santander e o grupobelga-holandês Fortis, informou que o período inicial da ofertavai de 23 de julho até 5 de outubro. O grupo divulgou ainda que sua oferta equivale a 38,40euros por ação do ABN, com um componente em dinheiro de 93 porcento da oferta. O Barclays, que inicialmente oferecia somente ações comopagamento, informou na quinta-feira que pode colocar dinheirona proposta para melhorar sua oferta de 65 bilhões de euros (90bilhões de dólares) pelo ABN. A oferta do grupo de bancos é cerca de 10 por cento maiorque a proposta do Barclays, de cerca de 35 euros por ação doABN, atualmente. O conselho de administração do ABN recomendou a aceitaçãoda oferta do Barclays, mas o banco holandês informou naquarta-feira que planeja discutir a oferta do consórcio e doBarclays, criando especulações de que poderia alterar suarecomendação. Se o ABN decidir mudar de idéia, será obrigado a notificaro Barclays, que terá cinco dias para responder, segundodocumentos enviados ao órgão regulador do mercado acionário dosEUA.

REUTERS

20 de julho de 2007 | 14h52

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSBANCOSABNCONSORCIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.