Consórcios da Vale venderam 140 MW no leilão, diz Gabrielli

No total, leilão negociou 753 MW médios de 71 empreendimentos, ao preço médio de R$ 148,39/MWh

Tatiana Freitas, Agência Estado

15 de dezembro de 2009 | 16h25

O presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, informou que os consórcios em que a estatal teve participação no leilão de energia eólica realizado ontem venderam 140 MW. "Somos sócios de várias empresas que venderam 140 MW", disse. O executivo não detalhou quais foram os consórcios nos quais a companhia esteve presente e quem foram os seus parceiros. Essa informação também não foi disponibilizada na divulgação do resultado do licitação.

 

O leilão desta segunda-feira, 14, negociou 753 MW médios de 71 empreendimentos, ao preço médio de R$ 148,39/MWh, o que representou um deságio de 21,5% em relação ao teto estabelecido, de R$ 189/MWh. O resultado foi considerado um sucesso por membros do Governo.

 

Gás de cozinha

 

Também na manhã desta terça-feira, 15, Gabrielli recusou-se a comentar a informação de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende conceder um desconto de R$ 10,00 no valor do gás de cozinha para famílias cadastradas no Bolsa Família.

 

O presidente da Petrobrás participou da abertura de uma série de oficinas que discutirão melhoria de gestão e construção de rede voltada ao desenvolvimento da cadeia de fornecedores da empresa.

Tudo o que sabemos sobre:
gásleilãoenergiaeólica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.