Constancio, do BCE, discorda de papel do FMI em ajuda à Grécia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) não deveria fazer parte do plano de ajuda à Grécia, disse o diretor do Banco Central Europeu e presidente da autoridade monetária de Portugal, Vitor Constancio, nesta sexta-feira.

REUTERS

26 de março de 2010 | 08h34

"Como eu disse durante minhas audiências no Parlamento Europeu, eu creio que o FMI não é necessário e não deveria ter um papel", disse a jornalistas um dia após os líderes da zona do euro alcançarem um acordo para potencial ajuda à endividada Grécia, que envolveria a participação do Fundo.

Constancio também foi nomeado vice-presidente do BCE.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBCECONSTANCIOFMI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.