Construção de casas nos EUA é a menor desde 1991

Número de novas construções residenciais cai 6,3% em setembro, para 817 mil unidades no país

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

17 de outubro de 2008 | 11h48

O número de construções residenciais iniciadas nos Estados Unidos cedeu pelo terceiro mês consecutivo em setembro, para o menor nível em 17 anos. Segundo o Departamento do Comércio, o número de novas construções caiu 6,3% em setembro, para o nível sazonalmente ajustado de 817 mil unidades, o menor patamar desde janeiro de 1991. Em comparação a setembro do ano passado, o número de novas construções caiu 31,1%. Veja também:Consultor responde a dúvidas sobre crise  Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise  Em agosto, houve retração de 8,1% nas novas construções, para 872 mil. O dado de agosto foi revisado de queda de 6,2% para 895 mil informado anteriormente. Em julho, o número de novas construções despencou 12,9%. A retração em setembro superou a previsão dos economistas ouvidos pela Dow Jones, de queda de 1,7% para a média anual de 880 mil. As permissões para as novas construções cederam 8,3% em setembro, para a taxa anual de 786 mil. Economistas esperavam queda de 2% para 840 mil nas novas construções. Em agosto, as permissões cederam 8,5% para 857 mil e em julho despencaram 17,7%.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraCrise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.