Construtora entra com ação para suspender leilão de Jirau

A construtora CR Almeida protocolou ontem uma ação popular na 1ª Vara do Distrito Federal, solicitando a suspensão da realização do leilão da hidrelétrica de Jirau, do Rio Madeira, marcado para o dia 19 de maio. A ação movida pela empresa é contra a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a União Federal. O processo foi despachado para decisão do juiz, o que pode ocorrer a qualquer momento. Procurados, os representantes da construtora não estavam disponíveis para explicar o motivo da ação contra a licitação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.