Construtoras do PAC devem receber capital nos próximos dias

Segundo Presidente do BNDES, faltava apenas a lista de clientes para liberar os R$ 3 bilhões da linha de crédito

Fábio Graner, da Agência Estado,

17 de junho de 2009 | 14h51

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou nesta quarta-feira, 17, que nos próximos dias devem começar as liberações de recursos de capital de giro para as construtoras que executam obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O montante previsto é de R$ 3 bilhões e segundo Coutinho, para o início da operação da linha, estava faltando apenas a lista completa das construtoras que serão beneficiadas com os recursos.

 

O presidente do BNDES disse ainda que a questão das garantias a serem ofertadas pelas empresas para a obtenção do crédito, pode ser equacionada com o novo fundo garantidor, que está sendo preparado pelo governo.

 

Em entrevista coletiva depois de participar de seminário sobre empresas estatais, em Brasília, Coutinho voltou a dizer que o Brasil está saindo da crise e que os investimentos devem ser retomados mais fortemente no fim do ano, junto com a retomada do mercado interno.

 

Coutinho calcula que neste ano o BNDES vai desembolsar mais de R$ 100 bilhões, incluindo recursos para capital de giro. Mas disse esperar que os bancos privados retomem mais fortemente a oferta de crédito para capital de giro, diminuindo esse encargo que está com o BNDES. "Oferecer capital de giro não é nosso perfil. Nós estamos quebrando um galho", disse Coutinho, que destacou ainda que o risco de inadimplência está caindo, o que facilita a retomada dos créditos pelos bancos privados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.