Consulta ao novo lote do IR será liberada hoje

A Receita Federal pagará R$ 1,451 bilhão em restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física 2004 no próximo dia 15. A consulta à lista dos contribuintes incluídos nesse segundo lote estará disponível a partir das 14h30 desta quinta-feira no site www.receita.fazenda.gov.br. Nesse lote, foram processadas 1.598.631 declarações, sendo que dessas 1.488.568 tiveram direito a restituição e 49.308 tiveram saldo de imposto a pagar no valor de R$ 51 milhões. A restituição virá corrigida em 3,46%, correspondentes à taxa Selic no período de maio a junho, mais 1% referente a julho. A Receita Federal vai liberar nesta quinta-feira, às 14h30, a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2004, ano-base 2003. Para saber se está incluído nesse lote, basta o contribuinte acessar a Internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para 0300-78-0300 e informar o número do CPF. Nesse lote serão liberadas 1.598.631 declarações, das quais 1.488.568 com direito à restituição, no valor total de R$ 1.451.988.071,58. Outros 49.308 contribuintes terão imposto a pagar, no montante de R$ 51.039.433,85. A Receita apurou ainda que 60.755 pessoas não terão nem imposto a pagar nem a restituir. No primeiro lote foi liberado 1,297 milhão de restituições, das quais 749,1 mil a contribuintes acima de 60 anos. Essa prioridade está definida em ato editado pela Receita, que atende a um dos artigos do Estatuto do Idoso. Saque no dia 15O dinheiro estará disponível nos bancos no próximo dia 15 e virá corrigido em 3,46%, referentes a Selic, a taxa básica de juros da economia, acumulada de maio e junho mais 1% de julho. O contribuinte que não informou a conta para crédito da restituição poderá ir ao Banco do Brasil ou ligar gratuitamente para 0800-785678 e agendar a transferência do dinheiro para qualquer banco em que seja correntista. Vale lembrar que o valor da restituição ficará disponível no banco por um ano. Depois desse prazo, o resgate poderá ser solicitado pela Internet, mediante o preenchimento do Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição. Caso o contribuinte não concorde com o valor da restituição poderá saca-lo e reclamar a diferença na unidade local da Receita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.