Consumidor de energia está "razoavelmente satisfeito"

Os consumidores de energia elétrica estão "razoavelmente satisfeitos", segundo pesquisa divulgada hoje pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O Índice Aneel de Satisfação do Consumidor (IASC), que mede o desempenho das distribuidoras na prestação dos serviços, ficou em 63,63 em 2003, numa escala de zero a 100, pouco abaixo do índice de 2002, que foi de 64,51. Esta é a quarta edição da pesquisa realizada pelo instituto Vox Populi que ouviu 19.220 consumidores residenciais em todo o Brasil sobre o desempenho das 64 concessionárias de distribuição. A Aneel avalia que o resultado indica estabilidade na avaliação feita pelos consumidores. O resultado brasileiro está atrás dos índices internacionais como o dos Estados Unidos, por exemplo, que atingiu 73 pontos em 2003. Segundo a Aneel, a pesquisa é importante porque auxilia a agência a fiscalizar o desempenho das concessionárias. A pesquisa foi realizada entre os dias 18 de outubro e 14 de novembro do ano passado. O Índice Aneel de Satisfação do Consumidor de 2003 será usado nos próximos reajustes das tarifas de energia. O índice terá impacto no cálculo do Fator X, que é um mecanismo utilizado para repassar aos consumidores ganhos de produtividade das empresas, e que na prática pode reduzir o porcentual de reajuste das tarifas. Ou seja, quanto pior o desempenho da distribuidora maior poderá ser o desconto do reajuste das tarifas. O diretor-executivo da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), Luiz Carlos Guimarães, disse que as distribuidoras não concordam com a utilização da pesquisa no Fator X. Ele afirmiou que a pesquisa deve servir apenas como um instrumento de gestão, principalmente porque ela tem apenas quatro anos.

Agencia Estado,

23 Março 2004 | 15h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.