Consumidor reduz gastos com serviços de telecomunicações

Menor crescimento e inflação em alta estão afetando os gastos com o consumo de serviços das operadoras de telefonia

RODRIGO PETRY, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2013 | 02h10

O cenário econômico adverso está reduzindo o ímpeto de expansão do consumo de serviços de telecomunicações em 2013. A combinação de menor crescimento e inflação em alta acaba prejudicando o poder de gastos dos consumidores, afetando as operadoras de telefonia.

Essas empresas agora contam com os planos pós-pagos, de dados de internet banda larga fixa e móvel ou TV paga como alternativa para aumentar a receita média por usuário.

Analistas apontam que esses serviços ainda têm espaço para crescer na esteira da demanda reprimida em várias áreas do País e pela concorrência, o que obriga as empresas a ofertar pacotes conjuntos de telefonia, banda larga e televisão paga como forma de retenção e atração de clientes.

Para não perder clientes, as teles estão concedendo descontos maiores. "Primeiro, o cliente busca a própria empresa e depois a concorrência", afirma Rogerio Roman, diretor da Deloitte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.