Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Consumidor troca ovo de Páscoa por barra de chocolate

Apesar do aumento dos gastos com itens de chocolate na Páscoa, pesquisa mostra que a participação dos ovos está diminuindo na cesta de compras ano a ano

Mariana Congo, O Estado de S. Paulo

20 de março de 2014 | 09h17

SÃO PAULO - Com a aproximação da Páscoa, o ambiente da maioria dos supermercados muda para acomodar ovos e mais ovos. Mas apesar do produto ser o mais típico desta época do ano, não é o mais vendido. A sofisticação dos ovos e, consequentemente, o aumento dos preços, tem feito cada vez mais o consumidor optar pelo chocolate em barra.

Uma pesquisa da consultoria Kantar Worldpanel, que realiza painéis periódicos com consumidores sobre hábitos de compra, mostra que na Páscoa passada caiu para 24% a preferência pela compra de ovos, contra 76% de chocolates em barra. Em 2012, os ovos representaram 33% das compras, ante 67% de outros chocolates. Segundo a Kantar, essa tendência que deve se manter neste ano.

Os gastos com itens de chocolate, no entanto, cresceram. Em 2012, foi uma média de R$ 66,51 por domicílio. Esse valor aumentou para R$ 76,22 em 2013. "Apesar das barras de chocolate serem mais baratas, a pesquisa mostra que os consumidores acabaram gastando mais no último ano, pois com um preço em conta conseguiram adquirir mais produtos e de maior qualidade", diz a diretora comercial da Kantar Worldpanel, Christine Pereira.

A disposição do consumidor em gastar mais influencia na expectativa positiva da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) para a Páscoa 2014. A entidade espera crescimento médio de 7,2% das vendas de produtos relacionados à Páscoa neste ano em comparação com 2013. Segundo a Abras, a Páscoa é o segundo melhor período de vendas, atrás somente do Natal.

Levantamento da Abras mostra que 64% dos supermercadistas esperam que as vendas da Páscoa deste ano superem a passada. As encomendas de chocolates cresceram 5,6% neste ano e as de ovos de Páscoa, 4,6%. Mas os preços também subiram, com destaque para os ovos, em média 7,9% mais caros. Os chocolates em barra tiveram aumento médio de 5,4%.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    pascoa

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.