Consumidores desconhecem novas regras bancárias, diz Procon

Pesquisa mostra que correntistas podem estar gastando mais do que antes, por não conhecer mudanças

Carolina Freitas, da Agência Estado,

15 de julho de 2008 | 14h04

A maioria dos consumidores (70%) desconhece as novas regras para tarifas bancárias, mostra pesquisa da Fundação Procon de São Paulo, divulgada nesta terça-feira, 15. Por isso, pode estar gastando mais do que antes. A pesquisa aponta que, mesmo sem saber das normas, 66% dos clientes percebeu que passou a gastar mais com tarifas em maio, justamente quando a resolução do Banco Central (BC) entrou em vigor. A técnica em defesa do consumidor do Procon Cristina Rafael Martinussi explica que, como as regras tornam gratuitas tarifas consideradas essenciais - como fornecimento de cartão de débito, dez folhas de cheque, quatro saques e dois extratos por mês -, pagar tarifa fixa por pacotes que incluam esses serviços deixou de valer a pena. "Recomendamos que o consumidor liste o que precisa a cada mês, tente se enquadrar no que é gratuito e pague os outros serviços avulsos." A falta de divulgação dos bancos contribuiu para a situação, afirma Cristina. "Para muitos clientes ficou mais caro contratar pacotes de serviços do que pagar tarifas avulsas, ao contrário do que acontecia antes, e o consumidor não foi avisado." A pesquisa foi feita por meio de questionários, respondidos por 223 pessoas no site do Procon, e mostra ainda que para 49% dos clientes que conhecem as regras as tabelas de tarifas dos bancos ficaram mais claras e precisas, mas apenas 13% deles mudaram de banco em busca de taxas menores.

Mais conteúdo sobre:
BancosConsumidor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.