Consumidores do RJ têm sensação de inflação menor em outubro

A sensação de inflação para o consumidor da região metropolitana do Rio de Janeiro caiu em outubro ante setembro. Segundo pesquisa divulgada pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), o Índice de Sensação de Inflação caiu 9,16% em outubro, passando de 34,07 pontos em setembro para 30,95 pontos no mês passado, em uma escala de 0 a 100 pontos.A Fecomércio-RJ informa que também houve redução, de 7,8%, na comparação com outubro de 2003, quando o índice ficou em 33,55 pontos. Na média, a queda do índice acumulada de janeiro a outubro, em relação ao mesmo período de 2003, foi de 25%.Em comunicado, a Federação esclarece que a queda do indicador nas diversas comparações deve-se "à estabilidade do câmbio e ao contínuo arrefecimento dos preços dos alimentos observado nos resultados recentes dos índices de preços do atacado e do varejo". Na avaliação da Fecomércio-RJ, nem mesmo a elevação recente no preço da gasolina não foi suficiente para mudar a trajetória de queda do Índice de Sensação de Inflação.PerspectivasPara novembro, a organização trabalha com a possibilidade de nova queda no indicador, mas não descarta eventuais pressões, "uma vez que é possível que os combustíveis sofram novo reajuste", segundo a Fecomércio-RJ.Outro fator apontado pela instituição e que poderá influenciar de forma negativa o índice são "as prováveis novas altas de preços dos alimentos, com reflexos tanto nos índices do atacado quanto do varejo", segundo comunicado da organização.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.