Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Consumidores estão preocupados com inflação, diz CNI

Os consumidores brasileiros ainda estão muito preocupados com a inflação, segundo a pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que mede o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec). Segundo o levantamento, divulgado hoje, a inflação deve se manter crescente na opinião de 71% dos consumidores, o que é o maior porcentual apresentado pelo indicador desde setembro de 2001.

SANDRA MANFRINI, Agencia Estado

30 de maio de 2011 | 15h11

"A preocupação dos consumidores com relação à inflação está muito acima do usual", destaca a pesquisa. Na avaliação da CNI, o aumento dos aluguéis, alimentos e combustíveis tem influenciado o pessimismo com relação à trajetória da inflação. Segundo os dados do Inec, o índice que mede a expectativa de inflação do consumidor ficou em 100,1 em maio ante 100,8 em abril. Pela metodologia da pesquisa, a base do índice é 100, sendo que números mais próximos da base representam maior preocupação.

Apesar dessa preocupação com a inflação, o Inec manteve-se estável em maio, interrompendo uma trajetória de seis meses consecutivos de queda. Em maio, o Inec ficou em 112,1 ante 112 registrados em abril.

O Inec é composto por seis indicadores. Além da expectativa de inflação, compõem o índice as expectativas de desemprego, situação financeira, endividamento, evolução da renda pessoal e de compras de bens de maior valor. Com relação ao emprego, as perspectivas continuam positivas. O índice que mede a expectativa de desemprego passou de 129,4 em abril para 132,1 em maio, o que significa um otimismo com relação à situação de desemprego.

Os consumidores também estão otimistas com relação aos salários. O índice de expectativa de crescimento da renda pessoal aumentou 1,1% sobre abril e está 0,4% acima do registrado em maio de 2010.

A avaliação dos consumidores com relação à situação financeira e endividamento também se alterou pouco. Ambos os índices recuaram 0,9% na comparação com abril e estão abaixo do registrado em maio de 2010. A expectativa de compras de bens de maior valor é praticamente a mesma de abril. Segundo o índice apurado pela pesquisa, esse indicador ficou em 112,2 ante 112,3 de abril.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoconsumodesempregoCNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.