Consumidores paulistas estão mais confiantes com economia

Os consumidores paulistas estão mais confiantes com sua situação atual. O otimismo aumentou entre os consumidores de menor renda. Foi o que revelou o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), calculado em parceria pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) e Fundação Getúlio Vargas (FGV). Na pesquisa de julho, 59,35% dos consumidores pesquisados declararam-se otimistas. O ICC subiu de 117,7 pontos em junho para 118,7 pontos em julho, um aumento de 0,9%. O índice entre as pessoas que ganham menos de dez salários mínimos atingiu 85,9 pontos em julho, o que corresponde a uma elevação de 8,8% sobre junho. Os consumidores com renda superior a dez salários mínimos tiveram média de 123,7 pontos, queda de 1,5% em relação ao último mês.Segundo análise da Fecomércio, o resultado mostra que os consumidores estão mais seguros em relação ao crescimento econômico no médio prazo, estimulados pelas pesquisas que mostram queda nas taxas de desemprego. Apesar disso, o cenário futuro ainda causa apreensão. Houve, em julho, uma redução de 0,4% na expectativa quanto ao futuro, que caiu de 132,9 pontos em junho para 132,4 pontos neste mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.