Consumo de álcool caiu em abril

O consumo de álcool hidratado caiu para 333 milhões de litros em abril, com queda de 14,8% em relação ao registrado em março, e de 2,11% em relação a abril do ano passado, conforme dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Naquele mês, quando o preço do combustível atingiu níveis recordes, o consumo ficou no menor nível em 15 meses, após bater o pico em dezembro, quando atingiu 509 milhões de litros.Os dados de dezembro estavam inflados devido à mudança na legislação da ANP que obrigou as usinas a colorir o produto para evitar fraudes, já que uma parcela do hidratado estava sendo vendido como anidro, que é o álcool misturado à gasolina C. De qualquer forma, o consumo tem sido declinante, desde então, recuando para 465 milhões de litros em janeiro, 444 milhões em fevereiro e 390 milhões em março.A queda nas vendas de álcool hidratado acompanhou o movimento geral de combustíveis em abril, pelos dados da agência reguladora. A venda total de combustíveis pelas distribuidoras somou 6,93 bilhões de litros, com redução de 4,34% em relação ao registrado em abril do ano passado e 9,4% abaixo do observado no mês anterior (março).A maior queda foi com a venda de óleo diesel, com redução de 9,02% em relação a abril do ano passado. A queda reflete o baixo consumo no setor rural, afetado pela queda na produção agrícola, baixos preços dos produtos de exportação e pela seca que atingiu o Sul do País. O setor rural é um dos maiores usuários do diesel.Aumento de consumo na gasolina CA gasolina C, misturada ao álcool, foi o único combustível com aumento do consumo em abril dos oito acompanhados regularmente pela ANP. Ao todo, foram comercializados 1,92 bilhão de litros naquele mês, com aumento de 1,04% em relação ao observado em abril de 2005. Em relação a março, porém, houve queda de 5,14%. Devido aos elevados do preço do álcool hidratado em abril, a gasolina ficou mais interessante para os donos de carros bicombustível, que reduziram o consumo de álcool naquele período.Até o GLP, ou "gás de cozinha", registrou queda na comercialização em abril. Segundo a ANP, foram vendidos 918 mil metros cúbicos de GLP, com queda de 2,19% em relação ao observado em abril de 2005 e de 8,21% em relação ao mês anterior. De querosene de aviação, as distribuidoras venderam 350 milhões de litros em abril, com redução de 0,68% em relação a abril de 2005 e de 14,09% em relação ao mês anterior, ainda conforme os dados da ANP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.