Consumo de energia cresce 2,3% em novembro

Resultado compara desempenho com mesmo período do ano passado e é a maior alta mensal desde abril; residências e setor de serviços impulsionaram crescimento

André Magnabosco, O Estado de S. Paulo

30 Dezembro 2014 | 12h22

São Paulo - O consumo de energia na rede elétrica nacional atingiu 40.817 gigawatts-hora (GWh) em novembro, uma elevação de 2,3% quando comparado ao mesmo período do ano passado. A alta, impulsionada pelo consumo das residências e do setor de serviços, representa a maior variação positiva na comparação anualizada desde abril passado. No acumulado de 2014, o consumo cresceu 2,4% em relação a 2013, para um total de 433.735 GWh de janeiro a novembro.

Os dados divulgados nesta terça-feira, 30, pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) apontam uma expansão de 6,2% no consumo de energia pela categoria residencial e 7,8% pelo setor de serviços. Na categoria Outros, formada por consumidores do Poder Público e da Iluminação Pública, por exemplo, houve aumento de 6,1%.

Já o consumo industrial encolheu 4,5% na mesma base comparativa, acompanhando uma retração de 7,7% no consumo no mercado livre. A EPE pondera que, na série dessazonalizada, livre dos efeitos sazonais, o consumo industrial cresceu 2,5%.

Os dados da indústria refletem o fraco desempenho do setor metalúrgico no Brasil, alerta a EPE. Outro segmento que contribui negativamente para os indicadores de consumo é a indústria automobilística.

Na análise por região, o destaque positivo fica por conta da expansão de 6,6% do consumo na região Sul, esta impulsionada por um incremento de aproximadamente 10% nas categorias residencial, comercial e Outros. A região Sudeste, por outro lado, cresceu apenas 0,2% em novembro, afetada por uma queda de 7,1% do consumo industrial.

Mais conteúdo sobre:
energia elétrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.