finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Consumo de energia deverá crescer 73% em 10 anos

Investimentos serão de R$ 133,3 bilhões na geração e outros R$ 33,9 bilhões em novas linhas de transmissão, segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética

Agencia Estado

04 de julho de 2007 | 17h17

O consumo de energia elétrica no Brasil crescerá cerca de 73% nos próximos 10 anos atingindo 673,1 Terawatt/h em 2016, ante os 388,3 TW/h registrados no ano passado. A projeção consta do Plano Decenal 2007-2016 do setor elétrico elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Nesse cenário, a economia brasileira registrará crescimento médio de 4,9% nos próximos dez anos (PIB) e o consumo médio cerca de 5,5% ao ano. Num cenário de crescimento menor, o PIB aumentará 4,2% ao ano e o consumo de energia cerca de 5,0%. Nesse caso, o consumo atingirá 636,6 TW/h em 2016, com aumento de 63,9%.Para atender a essa demanda, o Brasil terá de agregar entre 4.500 a 5.000 MW de potência a cada ano, pelas contas do presidente da EPE, Mauricio Tolmasquim. Com isso, o parque instalado brasileiro atingirá 143,86 GW de potência em 2016, ante os 92,4 GW no final do ano passado.No cenário de menor crescimento, o parque instalado atingirá 137,5 GW/h. Em valores, Tolmasquim estima investimentos de R$ 133,3 bilhões na geração e outros R$ 33,9 bilhões em novas linhas de transmissão.O Plano prevê uma participação crescente das usinas térmicas. Atualmente as hidrelétricas respondem por 84% da energia elétrica produzida no País e essa participação cairá para 76% em 2016, no cenário de crescimento mais acelerado.Atualmente a EPE tem 76 empreendimentos hidrelétricos, dos quais 19 estão em construção, 13 foram concedidas, outras 9 serão licitadas este ano, outras 11 serão leiloadas no ano que vem e outros 24 empreendimentos estão "em análise".

Tudo o que sabemos sobre:
energiaconsumoelétrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.