seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Consumo de energia elétrica em julho cresce 5,5%

O consumo de energia elétrica no mês passado atingiu 46.186,8 MW médios, com aumento de 5,5% em relação a julho do ano passado, segundo dados preliminares do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) obtidos pela Agência Estado. A variação de julho está acima do ritmo observado nos meses anteriores, mas reflete uma distorção estatística. É que em julho do ano passado, o consumo mensal havia sido de apenas 43.777 MW médios, o menor nível nos últimos dois anos.Em relação ao mês anterior (junho), o aumento foi de apenas 0,29% e, no acumulado no ano (janeiro a julho de 2006 sobre igual período de 2005), o aumento foi de 3,59%. Em junho a variação em relação ao mesmo mês do ano passado havia sido de 2,71%, em maio de 2,67% e em abril houve queda de 0,98% em relação a abril de 2005.Os dados da ONS são consolidados pelo total, não detalhado os segmentos que estão demandando mais energia elétrica. Ontem, porém, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) divulgou dados mostrando que o setor industrial vinha puxando para baixo o consumo de energia elétrica, enquanto as residências e o comércio estão crescendo acima da média. O forte calor registrado em julho, tanto na região Sul quanto no Sudeste, puxaram o consumo desses dois segmentos, conforme explicação dos especialistas.Pelos dados do ONS, a região Norte (interligado) é que tem registrado maior aumento do consumo nos últimos 12 meses, com variação positiva de 9,81% em julho, em relação a julho do ano passado. A região tem sido favorecida pelo aumento das atividades de mineração, especialmente das fábricas de alumínio, que são grandes consumidores de energia elétrica.No Sul, o aumento no consumo foi de 7,01%, enquanto no Nordeste a variação foi de 2,12%. No Sudeste/Centro-Oeste, região que concentra cerca de dois terços do consumo nacional, a variação em julho foi de 5,51% em relação a igual mês de 2005.

Agencia Estado,

02 de agosto de 2006 | 17h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.