finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Consumo de energia em julho cresce 4% no país, segundo ONS

O consumo de energia elétrica emjulho, segundo números preliminares do Operador Nacional doSistema (ONS), subiu 4 por cento em relação há um ano e 0,5 porcento comparado ao mês anterior. De acordo com dados divulgados nesta terça-feira, a regiãoNordeste continua se destacando como maior crescimento emrelação ao ano passado, com alta de 7,6 por cento comparado ajulho de 2006, enquanto as regiões Sudeste/Centro-Oeste tiveramalta de 3,2 por cento em julho, apesar da realização dos XVJogos Pan-Americanos no Rio Janeiro. Em julho, o consumo as regiões Sudeste/Centro-Oeste, quesão contabilizadas juntas pelo ONS, subiu apenas 0,3 por centoem relação a junho. "Foi a menor taxa verificada desde marçodeste ano, sendo influenciada principalmente pela ocorrência debaixas temperaturas a partir da segunda quinzena do mês",explicou o ONS. Já a alta de consumo no Nordeste pode ser explicada pordois fatores: efeito estatístico no confronto com o baixoconsumo do mesmo período no ano passado associado aocrescimento de consumo de setores voltados para atendimento aomercado interno, infromou o ONS. Em relação a junho, a alta foide 1,3 por cento. A região Norte, que acumula nos últimos 12 meses o maiorcrescimento entre as regiões, de 5,3 por cento, teve em julhoalta de 3,6 por cento no consumo de energia ante o mesmo mês doano passado e variação negativa de 0,4 por cento contra junho. Na região Sul, onde o consumo subiu 0,8 por cento emrelação a junho, o ONS verificou recuperação no setoragroindustrial, após os baixos resultados dos dois últimosanos. Nesse índice também está registrado o impacto das perdasnaturais do sistema em função da exportação de energia para aArgentina. (Por Denise Luna)

REUTERS

31 de julho de 2007 | 12h21

Tudo o que sabemos sobre:
BRASILENERGIACONSUMO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.