Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Consumo de energia em São Paulo cresce 8,5% em julho

O volume de vendas de energia elétrica das distribuidoras que atuam no Estado de São Paulo foi de 8.180 gigawatt-hora (GWh), o que representou um crescimento de 8,5% ante o mesmo mês de 2003, de acordo com levantamento da Secretaria de Energia, Recursos Hídricos e Saneamento do Estado. A expansão foi puxada por um aumento de 13,5% do consumo do segmento industrial, responsável por 45% da demanda total por eletricidade no Estado, considerando a mesma base de comparação.A secretaria registrou também, no acumulado entre janeiro e julho, um crescimento de 5,2% no consumo de energia no Estado, em relação a igual período do ano passado. Considerando o período de doze meses encerrado em julho último, o aumento foi de 5,1%, em relação ao período anterior.O segmento residencial, que representa 25,6% do consumo total de energia no Estado, apresentou um crescimento de 5% em julho, em relação ao mesmo período de 2003. O comércio, que absorve 17,6% da energia consumida em São Paulo, aumentou em 5,6% a utilização de eletricidade em julho, considerando a mesma base de comparação.No acumulado de janeiro a julho deste ano, o consumo industrial apresentou crescimento de 7,5%, enquanto que o uso de energia nas classes residencial e comercial cresceu, respectivamente, 4% e 3,7%. No acumulado de doze meses terminados em julho, o consumo industrial apresentou aumento de 7,5%, o residência, de 3%, e o comercial, de 3,5%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.