Consumo de energia no Brasil cresce 9,9% no 1º semestre

Em junho, consumo no País totalizou 34.570 gigawatts-hora, alta de 11,1% em relação a igual mês de 2009

Kelly Lima, da Agência Estado,

22 de julho de 2010 | 14h13

O consumo total de energia elétrica no Brasil cresceu 9,9% no primeiro semestre ante o mesmo período no ano passado, reflexo do bom desempenho em todos os segmentos de mercado. Em junho de 2010, o consumo totalizou 34.570 gigawatts-hora (GWh), o que representa uma alta de 11,1% em relação a igual mês de 2009, e crescimento de 5% em taxa de 12 meses, segundo o boletim mensal divulgado quinta-feira, 22, pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Com crescimento de 15,1% sobre junho de 2009, o consumo industrial nacional totalizou 15.658 GWh, mantendo o patamar dos últimos meses e do período pré-crise. O resultado semestral indica expansão de 13,8% frente a 2009, o que representa 10,8 mil GWh a mais de consumo (valor que equivale ao consumo industrial semestral dos estados da Bahia, Pará e Mato Grosso do Sul juntos). Assim como o verificado nos últimos meses, o destaque do setor ficou por conta da Região Sudeste, que expandiu seu consumo em 20% na base de comparação mensal. Espírito Santo e Minas Gerais seguem apresentando expressivas taxas de crescimento (53% e 20%, respectivamente) beneficiados pela melhora dos setores extrativo e metalúrgico, base econômica desses Estados.

O consumo comercial assim como o residencial cresceram menos do que o industrial, porque mantiveram trajetória ascendente de crescimento, mesmo no período mais agudo da crise financeira em 2009. Em junho o segmento comercial cresceu para 5.422 GWh, 7,8% ante junho de 2009. No primeiro semestre a expansão verificada foi de 7,7%.

Os destaques são novamente as Regiões Norte e Nordeste, que cresceram respectivamente 15,4% e 13,8%. O aquecimento do comércio nessas regiões, segundo informações dos agentes no âmbito da Comissão Permanente de Acompanhamento do Mercado de Energia Elétrica (Copam), é fruto do aumento dos níveis de renda da população e vem se traduzindo em ampliação e construção de shoppings e instalação de grandes lojas da rede varejista.

O consumo residencial segue em forte expansão, segundo a EPE. Totalizando 8.663 GWh em junho, apontou crescimento de 9,5% frente ao mesmo mês de 2009. O realizado do primeiro semestre foi de 53.831 GWh, com expansão de 8,1%. O número de novas ligações em 12 meses atingiu a expressiva marca de 2 milhões de consumidores (média mensal de 166 mil). O consumo médio por consumidor (base 12 meses) foi de 155,8 kWh, correspondendo a aumento de 3,9% em comparação ao mesmo período de 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaconsumoindústriacomércioEPE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.