Consumo de energia pela indústria cresce 1,3% em agosto

O consumo de energia elétrica da classe industrial registrou avanço de 1,3% entre julho e agosto, na análise da série livre de influências sazonais, informou, nesta sexta-feira, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE). A alta representa uma reversão em relação ao movimento de queda observado nos últimos cinco meses ante os meses anteriores, na série dessazonalizada.

LUCIANA COLLET, Agencia Estado

28 de setembro de 2012 | 15h29

A EPE lembra que na passagem de julho para agosto, as indústrias já haviam sinalizado uma melhora da confiança, com o índice ICI/FGV tendo aumentado 1,4%, no maior patamar desde julho de 2011.

Na comparação com agosto de 2011, entretanto, a demanda por eletricidade na indústria ainda apresenta queda de 1,4%. Conforme a EPE, a indústria do Centro-Oeste foi a que registrou o melhor desempenho em agosto, com avanço de 13,1% sobre igual mês de 2011, enquanto no Nordeste, o consumo industrial recuou 3,0% e no Sudeste a diminuição foi de 2,6%.

O consumo total de eletricidade no País apresentou crescimento de 2,4% em agosto relativamente ao mesmo mês do ano anterior, totalizando 37.207 gigawatts-hora (GWh). A expansão continua sendo impulsionada pelo avanço do consumo do setor de comércio e serviços, que aumentou 7,3% na mesma base de comparação.

Segundo a EPE, a manutenção de condições positivas, com desemprego em nível baixo (5,3%) e melhora na renda, e o crescimento das vendas do varejo, contribuíram para manter o crescimento do consumo do segmento em patamar elevado. No ano, essa classe de consumo também registra crescimento de 7,3%.

Já as residências apresentaram um crescimento da demanda de 4,5% em agosto ante igual mês do ano passado, após o baixo crescimento observado em julho (+1,7%). No acumulado do ano, o aumento da demanda é de 4,6%.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaconsumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.