Consumo de energia subiu 15,7% em julho

O consumo de energia elétrica cresceu 15,7% em julho, na comparação com o mesmo mês do ano passado.Segundo avaliação da Eletrobrás, o resultado reflete basicamenteo efeito estatístico, já que julho do ano passado foi o primeiromês em que a redução do consumo acarretada pelo racionamento foicompletamente captada pelas concessionárias. O acumulado dejulho do ano passado a julho deste ano continua mostrando quedano consumo, de 11%. Adriano Pires, do Centro Brasileiro de Infra-Estrutura,diz que o crescimento em relação ao período de racionamento jáera esperado e a tendência é de que ainda haja uma pequenaretomada, devido ao retorno de alguns hábitos dos consumidores."Mas dificilmente vamos voltar ao nível de desperdício de antesdo racionamento. O consumo de cada residência e das empresasdeve manter uma redução entre 5% e 8%", diz ele, comentando queo racionamento jogou para 2005 o nível de consumo que eraprevisto para este ano. O aumento esperado para os próximos meses virá de umapossível recuperação da economia e do crescimento populacional.Os dados da Eletrobrás mostram que a evolução do consumo nossete primeiros meses do ano foi 6,1% menor do que no mesmoperíodo do ano passado. As estatísticas também apontam que naclasse residencial o aumento de consumo, em julho, na comparaçãocom mesmo mês de 2001, foi de 14,2%, enquanto na categoriaindustrial a elevação foi de 16,7% e no comércio, de 17%. A elevação do consumo foi registrado em todas as regiões mas o maior aumento, 26%, foi no Centro-Oeste - uma das áreasmais atingidas pelo racionamento. O Sudeste, região maisindustrializada do País, registrou aumento de 16,1% em julho,enquanto o Sul, que ficou fora do racionamento, teve um aumentode apenas 4,7%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.