finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Consumo de etanol será recorde no mundo

O mundo vai atingir produção e consumo recordes de etanol em 2007. Mas dados da Organização Internacional do Açúcar alertam que a produção americana cresce a um ritmo mais rápido que a do Brasil e já supera os volumes no País. Segundo a entidade, o aumento na produção de etanol deve ser de 28% em 2007. O mundo produzirá 50,4 bilhões de litros neste ano ante 39 bilhões em 2006. O aumento seria resultado dos diversos programas estabelecidos por governos em todo o mundo por introduzir o etanol como combustível. No Brasil, o aumento do consumo doméstico vai provocar alta de 14%, com produção de 20,3 bilhões de litros em 2007/2008. O consumo interno deve chegar a 15,5 bilhões de litros. Nos Estados Unido, a alta na produção será de 20% em 2007 ante 2006. Entre 2005 e 2006, o crescimento americano no setor do etanol já havia sido de 34%. O país produzirá 24,6 bilhões de litros em suas 121 refinarias. Outras 76 estão estão em construção nos EUA, o que permitirá que a capacidade de refino chegue a 37 bilhões de litros até 200. Os americanos, além de serem maiores produtores, são também os maiores consumidores em 2007, com 26 bilhões de litros. O comércio internacional de etanol como combustível, porém, está estagnado. Com barreiras em muitos países e subsídios nos EUA, o comércio deve ficar em 5 bilhões de litros em 2007, o mesmo de 2006. Só 12% do etanol produzido no mundo é exportado e o Brasil controla 60% dos negócios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.